CONFIANÇA DO EMPRESÁRIO CONTINUA ALTA EM SETEMBRO, DIZ CNI


ÍNDICE DE CONFIANÇA DO EMPRESÁRIO FICA ESTÁVEL EM 59,4 PONTOS. VALORES ACIMA DE 50 PONTOS INDICAM EMPRESÁRIOS ‘CONFIANTES’.

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) ficou estável em 59,4 pontos em setembro, mesmo patamar de agosto, informou nesta quinta-feira (19) a Confederação Nacional da Indústria. A entidade realizou levantamento com 2.483 empresas do país, entre 2 a 12 de setembro de 2019.

A CNI lembra que os indicadores da pesquisa variam de zero a 100 pontos e que, quando estão acima dos 50 pontos, mostram que os empresários estão “confiantes”.

De acordo com a entidade, a estabilidade do indicador interrompe uma sequência de três meses consecutivos de alta. A confiança do empresário brasileiro, acrescentou, segue 4,8 pontos acima de sua média histórica, e 6,6 pontos acima do registrado em setembro de 2018.

“A confiança se mantém elevada por uma combinação de perspectivas futuras otimistas, entre elas a de aprovação da reforma da Previdência e avanços na discussão da reforma tributária, e em função de uma percepção de melhora na atividade corrente das próprias empresas”, afirmou o economista da CNI, Marcelo Azevedo.

COMPOSIÇÃO DO INDICADOR

A entidade informou que a estabilidade do ICEI em setembro se deve à variação em sentidos opostos de seus dois componentes. Um deles, o Índice de Condições Atuais cresceu 0,8 ponto na comparação com agosto e alcançou 51,9 pontos em setembro.

Já o outro componente, o Índice de Expectativas, registrou queda em setembro, de 0,4 ponto. A redução interrompe uma sequência de três meses de alta e deve-se, exclusivamente, ao que se espera da economia brasileira, uma vez que as expectativas relativas à própria empresa se mantiveram estáveis no mês, acrescentou.

“A elevação nesse índice aponta que o empresário vem percebendo melhora nas condições correntes dos negócios. Eles têm uma percepção não apenas que a situação de suas empresas melhorou, mas também da economia brasileira como um todo”, avaliou Azevedo, da CNI.

Ele acrescentou que a queda no Índice de Expectativas foi “modesta, e não muda o fato que os empresários mostram grande otimismo para os próximos meses”.

REGIÕES

De acordo com a CNI, a região Centro-Oeste registrou o maior aumento da confiança em setembro, de 1,3 ponto, ao mesmo tempo que as regiões Norte e Sudeste também registraram crescimento da confiança em setembro, de 0,7 e 0,2 ponto, respectivamente.

A confiança da região Sul não se alterou, informou a entidade, enquanto na região Nordeste a confiança caiu 0,8 ponto. “Todos os índices seguem elevados, bem acima dos 50 pontos e dos valores registrados em setembro de 2018”, concluiu.

FONTE: G1

Previous CALENDÁRIO PIS-PASEP 2019-2020: PAGAMENTO DE ABONO SALARIAL PARA NASCIDOS EM SETEMBRO COMEÇA NESTA QUINTA
Next PETROBRAS AUMENTA PREÇO DO DIESEL EM 4,2% E DA GASOLINA EM 3,5%

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.